Redação Educação Física

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Redação Educação Física

Mensagem por Maria Lúcia em Sab Jul 15, 2017 2:20 am

É inegável dizer que, o esporte em geral carrega consigo uma bagagem sociocultural e pedagógica desde os primórdios, capazes de exercitar-se como treino. Conforme abordados nos artigos na Revista Digital (EFDesportes.com), e dos professores Marco Antonio Bettine e Dante de Rose Júnior, a educação física como um todo tem apresentado na sociedade pontos positivos e negativos. Tais visões e práticas evoluíram, principalmente, a partir da Revolução Industrial na Europa.
  Em primeiro plano, vale ressaltar o que tanto tem marcado a educação física no mundo: o capital. O uso do corpo já passou por várias fases, incluindo a fase militar, um corpo político e patriota, divulgando através dos anos os esportes e treinos como modo de vida, disciplina, respeito e dentre outros valores básicos no convívio da sociedade. Desde então, avançou a Revolução Industrial, caracterizando uma nova fase protagonizada pelo capitalismo, onde o corpo e o esporte apoiam o consumo e seguimento de padrões estéticos.
  Em segundo plano, podemos observar a influência do consumo, do capital sobre a educação física. O envolvimento no esporte com fins lucrativos e de alcance do sucesso por parte representativa dos jovens, destacando uma atividade de aprendizado como um pódio de poder para aqueles denominados “mais fortes”. A competitividade, e o culto ao corpo, é o que a mídia mais divulga a favor, atraindo a população disfarçadamente. Logo, evidencia-se uma nova “culturação” na sociedade que modificou os reais princípios da educação na vida dos cidadãos e os resumiu a lucratividade.
  Referente ao conjunto de informes, em um cenário indiferente para com a real educação física, faz-se necessária uma intervenção governamental no investimento nas escolas, emprego de professores qualificados e disseminação a partir de projetos educacionais que mostrem a real aplicação da educação física no campo sociocultural, de modo a representar disciplina, lazer, função em tratamentos médicos, treino de coordenação motora, equilíbrio emocional, âmbito de respeito e valores sociais.

Maria Lúcia

Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

TEXTO PARA AULA DO DIA 17.

Mensagem por Flávia Meira em Dom Jul 16, 2017 3:34 pm

Historicamente, a prática esportiva era necessária para a sobrevivência do homem, como a corrida e a caça. Já a partir do século XX observa-se que este acontecimento cresceu e abrange vários setores, tendo papel destacado nas mídias. Por conseguinte, com a globalização e os avanços tecnológicos, o esporte passou a ser movimento de massa e a partir deste, hodiernamente possui distintas dimensões como o fenômeno social.

Segundo o sociólogo Emile Durkheim, os fatos sociais são “agentes reais ou o conjunto de maneira que estão no centro focal de uma sociedade”. Nesse ínterim, Brasil por ser um país marcado por uma extrema desigualdade entre classes, faz do esporte uma ferramenta de redução da mesma, onde se percebe que vários atletas com uma história marcada pela miséria estão mudando sua qualidade de vida. Assim, o esporte passa a cumprir uma importante função de inclusão social, seja ao tirar jovens das ruas e das drogas, seja no combate à violência, contribuindo assim em uma melhor saúde.

Por outro lado, a mídia transmite certa ilusão para as pessoas que buscam sair das classes baixas através do esporte. Cada vez mais, os canais de televisão e a internet cobrem os esportes de forma exagerada, apresentando fatos corriqueiros da vida dos atletas, elogiando-os ou criticando-os em uma busca desesperada por audiência. Dessa forma, a sociedade utiliza o esporte como espetáculo, se esquecendo de fatores importantes como o desenvolvimento de capacidades diversas, promoção do respeito e como de acordo com Nobert Elias, a consagração do esporte como prática social que pode ser vista como parte da modernização do mundo ocidental.

Portanto, é notório que a prática do esporte envolve valores, conhecimentos e atitudes e está ocupando a vida das pessoas de forma demasiada. Cabe ao governo contribuir investindo em programas socioeducativos de qualidade, além da estimulação da prática esportivas principalmente nas regiões mais carentes. Ademais, o investimento nos atletas por meio do auxílio financeiro e o acompanhamento que descubra novos atletas seria suficiente para que o sonho em obter sucesso em uma profissão seja obtido.

Flávia Meira

Mensagens : 3
Data de inscrição : 06/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum